PRINCÍPIOS DO COMER INTUITIVO: 1 – Rejeitar a mentalidade de dieta

O modelo Comer Intuitivo tem dez princípios básicos. Estes, têm como objetivo a orientação de uma pessoa até à normalização da relação individual com a comida.

Nascemos com a habilidade de comer quando estamos com fome e parar de comer quando estamos satisfeitos, para isso, basta-nos prestar atenção a um bebé. 

Podes ver mais sobre o comer intuitivo aqui

Vamos então começar por falar do primeiro princípio.
Rejeitar o hábito de “estar de dieta” é um importante e fundamental passo para comer de uma forma intuitiva.

Já há vários estudos que demonstram que as dietas desregulam as funções: 

  • Fome, apetite e saciedade; 
  • Causam ganho consecutivo de peso;
  • Aumentam a suscetibilidade aos exageros;
  • Potencia possíveis compulsões alimentares.

As recomendações para rejeitares esta mentalidade de dieta passam por: 

  • Deitar fora os livros, revistas, produtos e informações sobre dietas, calorias e outras “medidas” que oferecem uma falsa, rápida e permanente esperança de perda de peso;
  • Deixar de seguir, por enquanto, pessoas com quem te comparas  – esse padrão de comparação só irá potenciar a tua constante e duradoura frustração, diminuindo assim a tua autoestima, amor próprio e motivação;
  • Larga a balança. Os números refletidos na balança não resume nada da tua saúde. São meros números ilustrativos. Quando o teu foco é a melhora da tua alimentação, foca-te nisso e não nos números. A perda de peso será uma consequência efetiva da tua mudança de hábitos. 
  • Assumir uma nova forma de pensar e de te sentires – relativamente ao ato de comer e à comida. Permite-te mudar. Assume que será desta vez; 
  • Não permitas que outras pessoas determinem o quê, quanto e quando vais comer (nem mesmo os profissionais); 
  • Fica atenta ao “pensamento ou mentalidade de dieta” – “posso – não posso”, “é saudável – não é saudável”…

A mudança de comportamento alimentar, com o Comer Intuitivo, baseia-se, portanto, na troca da:  

rigidez flexibilidade
culpa prazer e satisfação

Propõe ainda, que sejas responsável pela tua alimentação de forma flexível e pacifica. Deixando assim, o controle excessivo.
Seguir regras impostas por outros não é sustentável a longo prazo.

Sentimentos e atitudes que diferenciam um Comer Intuitivo de uma Mentalidade de Dieta podem ser observadas no quadro abaixo:

Fonte: adaptado de Matz.

O Comer Intuitivo é uma abordagem inclusiva na área da nutrição e não tem como objetivo substituir ou desconsiderar a dietoterapia – principalmente em casos específicos em que há alguma patologia associada, tal como: dislipidemias, doenças cardiovasculares, renais e diabetes – e sim ser uma forma eficaz de suporte para que as pessoas possam comer de uma forma intuitiva, respeitando assim, os sinais internos mesmo a partir das suas restrições dietéticas.

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *