O QUE FAZER PARA COMER MENOS?

Calculo que este pensamento “o que fazer para comer menos” já te tenha passado pela cabeça.

É muito comum e até natural esta opção parecer-te uma solução para a mudança do padrão alimentar e por consequência atingires o teu objetivo definido.

Mas, vamos por partes:

  • O que significa para ti comer menos?
  • Comer menos comparativamente ao quê? A quem?

Há uma ligeira ilusão que temos de comer pouco, mas na verdade nós temos de comer até nos sentirmos saciadas e satisfeitas, o que não acontece na maioria das vezes. quando há este pensamento de privação.

Não há nada que possas fazer para “comer menos”, mas sim para comer o ideal para ti. Ideal esse que não é igual para mim, para o vizinho ou para o tio… 

Todas temos necessidades diferentes e já que temos a sorte de termos todas a nossa individualidade – o que é algo incrível -, vamos aproveitar e ter refeições que nos satisfaçam, de verdade. 

Descobre o factor satisfação

Ora vejamos de que te vale tentar “comer pouco” em determinada refeição se:

  1. Contínuas com fome;
  2. Não ficaste saciada; 
  3. Não ficaste satisfeita, feliz, plena;
  4. Sentes uma possível necessidade pela sobremesa, aquele toque final, que talvez te traga um pouco de satisfação;
  5. Vais ter ainda mais fome a próxima refeição;
  6. Vais voltar a restringir ou vais comer para além do que necessitas… 

Este padrão contínuo de “fuga” da fome pode tornar-se um comportamento alimentar habitual disfuncional. Implicando o constante desregramento dos teus sinais fisiológicos internos. de fome/saciedade.

Achas ainda que a solução passa por “comer menos”? 

Uma das consequência da mentalidade de dieta é deixares de saber distinguir a diferença entre SUJEITO e OBJETO ou entre AMOR e ÓDIO. ⁣

Costumas agredir-te para agredir o outro, em prol da tua luta pela AUTONOMIA e LIBERDADE. ⁣
A autopunição resume-se a uma prisão (mental) ao outro.⁣

Estás presa a uma ILUSÃO obsessiva que te impede de fazer uma escolha, vinda de ti, até ao fim. ⁣
Vives constantemente no jogo entre SUBMISSÃO e REVOLTA. ⁣

Desejas estar enquadrada na sociedade, ou seja, nos padrões de beleza. Mas quando optas por mudar o teu aspeto fisico atual, a DIETA aparece-te no caminho como sendo a ÚNICA e a mais segura SOLUÇÃO. ⁣

Mas como 𝘚𝘶𝘴𝘪𝘦 𝘖𝘳𝘣𝘢𝘤𝘩 salienta: ⁣

Greve de fome (privação) significa o último recurso de um prisioneiro que acredita ter perdido todos os direitos e mesmo a sua identidade. ⁣

𝗤𝘂𝗮𝗻𝗱𝗼 𝗽𝗲𝗿𝗱𝗲𝘀 𝗮 𝘁𝘂𝗮 𝗶𝗱𝗲𝗻𝘁𝗶𝗱𝗮𝗱𝗲 𝗿𝗲𝘀𝘁𝗮-𝘁𝗲 𝗮𝗽𝗲𝗻𝗮𝘀 𝘀𝗼𝗯𝗿𝗲𝘃𝗶𝘃𝗲𝗿.⁣


E aqui aparecem as perguntas: ⁣
☸ O que é fome?⁣
☸ O que é vontade de comer?⁣
☸ O que é sentir necessidade? ⁣
☸ Como será ficar satisfeita?⁣
☸ O que me falta?⁣
☸ O que sempre me falta?⁣
☸ Do que preciso?⁣

…⁣
E sentes, constantemente: ⁣
☹ Medo⁣
☹ Culpa⁣
☹ Frustração⁣
☹ Ansiedade⁣
☹ Vulnerabilidade⁣
☹ Autopunição⁣
☹ Autodestruição ⁣

Já deste conta da Mulher forte que és? ✨⁣
Tens uma força interior inexplicável para SUPORTARES estes sentimentos DIARIAMENTE e ainda lutares pela tua sobrevivência. ⁣

Realmente és uma ser cheio de luz que merece VIVER fora dessa prisão. ⁣
Há em ti, ainda, uma enorme esperança que tudo mude, tudo passe… 🙌⁣

E eu tenho a certeza que tudo vai mudar… e sabes quando? ⁣
Quando sentires. Quando ouvires em ti o chamamento da cura. ⁣

E sabes que mais? 🤗⁣
Eu continuarei aqui para te receber de braços abertos e ajudar-te nessa jornada do recomeço, da conexão, da descoberta, da paz, da liberdade, da cura, de plenitude alimentar. ⁣

Tu mereces, acima de tudo! ♡

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *