4 ESTÁGIOS PARA A MUDANÇA DE UM COMPORTAMENTO

Muito se fala na mudança de um comportamento, o que se pouco se fala é como isto ocorre.

Obviamente que somos iludidos constantemente por mudanças rápidas, com resultados imediatos mas que na verdade não são consistentes nem efetivos.

Ora, para que uma mudança de comportamento ocorra, afirma-se que são necessárias quatro etapas de competência.

Primeiro somos inconscientes sobre o conhecimento, sobre a nova competência que teremos de adquirir e que quando a reconhecemos conscientemente, adquirimos essa habilidade, no entanto, a mesma pode ocorrer inconscientemente.

Todo o novo comportamento se dá pela repetição, reforço positivo e autoperceção.

Lê também: 10 passos para superar a compulsão alimentar

Vamos passar então aos 4 estágios:

  • Inconscientemente incapacitado – quando não se sabe como fazer algo, podendo ainda não haver consciência da necessidade de uma nova habilidade. Aqui é fundamental reconhecer-se a habilidade em falta e o valor gerado com a aquisição da mesma.
    Ex: comemos de forma automática na quantidade que já estamos habituadas.
  • Conscientemente incapacitado – Aqui já se reconhece a habilidade em falta e o seu valor, abrindo a oportunidade de agir de uma forma diferente perante a situação, mesmo que ainda não se saiba como.
    Ex: ter consciência da necessidade de mudar e ver melhor o que se come.
  • Conscientemente capacitado – Aqui já se sabe como fazer, o que requer uma concentração aumentada e um envolvimento consciente na realização da habilidade.
    Ex: mudança de comportamentos e novos hábitos, procurando ajuda e orientações.
  • Inconscientemente capacitado – Esta é a etapa final para a mudança de um comportamento, aqui já se adquiriu a habilidade e através da prática constante a mesma torna-se automática e espontânea, ou seja, natural.
    Ex: se o novo comportamento for satisfatório com resultados positivos o mesmo mantém-se.

Um comportamento demora tempo a ser entendido, aprendido ou modificado.

Quando esperas resultados imediatos sem repetição, consistência, reforço positivo os mesmo tendem a não aparecer ou a desaparecer.

Há uma estrutra neurológica a seguir, há um tempo que o nosso cérebro demora a interpretar, consolidar toda a informação e ele só entende que é para agir regularmente de uma nova maneira quando, de alguma maneira, o fazemos entender e isto como? Pela repetição.

Ora vejamos, hoje em dia tens comportamentos disfuncionais com a comida, excesso de peso… como é que chegaste até aqui?
Certamente tens comportamentos, atitudes e ações repetidas durante dias, semanas, meses ou até anos. Logo, a reprogramação mental demora o seu tempo.

Agora que tens consciência disto cabe-te a ti pensar se estás disposta a fazer o teu novo trajeto.

No meu acompanhamento tanto encontro mulheres no primeiro estágio, como no 4… tudo é um processo e é um processo tão enriquecedor. é uma aprendizagem que podes aplicar posteriormente em qualquer área da tua vida, pois desde o momento que entendes como tudo aqui dentro funciona é-te mais fácil reprogramar.

Que comportamento gostavas de mudar?
Que resultado gostavas de ter?
O que podes começar hoje a fazer?

Ao continuares com as mesmas ações, os resultados serão exatamente os mesmos.
Tu é que fazes toda a mudança do comportamento.

Alimenta a tua mente.

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *